loader

Quase 500 processos de clonagem de carros estão em análise no Ceará


De janeiro a junho, 100 novos casos suspeitos foram registrados no estado. Detran orienta que motorista deve fazer B.O. e abrir processo administrativo.

g1



No Ceará, quase 500 processos de clonagem de placas de carros estão em análise, entre casos de janeiro de 2015 a junho de 2016. Só este ano, no primeiro semestre, foram 100 novos casos suspeitos. O trabalho de análise é realizado por uma comissão do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran), que afirma ser o único no país com uma comissão só para analisar casos de clonagem e fazer a troca da placa.

O superintendente adjunto do Detran, Daniel Barreto, orienta que, para provar a clonagem, é preciso seguir um passo a passo. Registrar um boletim de ocorrência é a primeira atitude, já que essa é uma investigação da polícia. Depois, o motorista deve ir ao Detran abrir um processo administrativo.

É necessário reunir a documentação do carro e, se possível, provas de que houve a fraude. "Mesmo que não tenha provas robustas, que às vezes é complicado mesmo, mas que faça esse registro no Detran para que seja apurado, porque dentro das próprias ferramentas do Detran a gente pode apurar também se está acontecendo efetivamente essa clonagem".

Seis pessoas, entre peritos e advogados, analisam a documentação. É preciso fazer uma vistoria detalhada no veículo para ter certeza que se trata do original. Se o clone for apreendido pela polícia, não é necessário trocar a placa.

"Isso é um assunto muito grave. Trocar a identificação de um veículo é como se eu trocasse o nome de uma pessoa. É um processo que precisa ser bem apurado, porque é uma janela para fraude também. Essa é a preocupação e, muitas vezes, é por isso que demora um pouco, porque a prova é complexa?, descreve Daniel Barreto.

Sete erros do clone

O dentista Laurindo Mesquita conta que foi vítima de uma clonagem. Ele lembra ter recebido uma ligação de um homem querendo comprar o carro, que não estava à venda. Logo depois, começaram a chegar as multas supostamente cometidas no Maranhão. "Eu estava viajando, com meu carro parado, e sendo multado no Maranhão. Recebi três multas de uma vez só, fiz recurso, todos os meus recursos foram negados".

O carro com as placas clonadas chegou a ser parado em uma blitz, e foi mostrado em uma reportagem na televisão - um carro quase igual, com as mesmas características e documentação. Laurindo chegou a listar sete erros que diferenciavam o carro dele do clone: friso lateral, sensor de estacionamento, câmera de ré, uma batida na parte da frente, tom do fumê e dois adesivos.

Ele diz ter dado entrada em março com uma reclamação. O Detran informou que o carro clonado foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal no Maranhão. Por isso, a placa do veículo original não precisa ser trocada. Duas multas da própria PRF foram analisadas e anuladas.

Veja também

Educação 08/07/2016

Usar farol baixo de dia passa a ser obrigatório HOJE em rodovias

Multa é de R$ 85,13, e vai ficar mais cara em novembro próximo. Veja perguntas e respostas para entender a nova lei.



Normativa 02/09/2016

Cadeia produtiva do gás natural veicular ganha reforço em Alagoas


Mercado alagoano ganha novo órgão de inspeção para atender à demanda dos consumidores do GNV

Educação 30/08/2016

Tema da Semana Nacional de Trânsito 2016 é definido

O tema acompanha a evolução das ações de campanha de educação de trânsito do órgão, e acompanha as ações da \"Década Mundial de Ações Para a Segurança do Trânsito - 2011/2020\".